Diretor de Competições da FCF debate o futebol catarinense na CBF

A suspensão temporária do campeonato catarinense de futebol, em todas as suas divisões, estabelece a necessidade de novas ações visando o equacionamento do problema pela absoluta falta de datas no calendário no futebol brasileiro.

Para se antecipar às negociações e encontrar soluções, o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti, enviou ao Rio de Janeiro o Diretor de Competições Principais da FCF, Fábio Marcel Nogueira, para expor à Confederação Brasileira de Futebol a realidade do futebol catarinense.

“Paramos momentaneamente o campeonato, mas administrativamente não podemos parar”, disse o presidente Angelotti ao justificar a ida do seu Diretor de Competições à sede da CBF.

Diretor de Competições da FCF debate o futebol catarinense na CBF

A suspensão temporária do campeonato catarinense de futebol, em todas as suas divisões, estabelece a necessidade de novas ações visando o equacionamento do problema pela absoluta falta de datas no calendário no futebol brasileiro.

Para se antecipar às negociações e encontrar soluções, o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti, enviou ao Rio de Janeiro o Diretor de Competições Principais da FCF, Fábio Marcel Nogueira, para expor à Confederação Brasileira de Futebol a realidade do futebol catarinense.

“Paramos momentaneamente o campeonato, mas administrativamente não podemos parar”, disse o presidente Angelotti ao justificar a ida do seu Diretor de Competições à sede da CBF.

Diretor de Competições da FCF debate o futebol catarinense na CBF

A suspensão temporária do campeonato catarinense de futebol, em todas as suas divisões, estabelece a necessidade de novas ações visando o equacionamento do problema pela absoluta falta de datas no calendário no futebol brasileiro.

Para se antecipar às negociações e encontrar soluções, o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti, enviou ao Rio de Janeiro o Diretor de Competições Principais da FCF, Fábio Marcel Nogueira, para expor à Confederação Brasileira de Futebol a realidade do futebol catarinense.

“Paramos momentaneamente o campeonato, mas administrativamente não podemos parar”, disse o presidente Angelotti ao justificar a ida do seu Diretor de Competições à sede da CBF.