Com reuniões semanais e cartilha, Samir Chedid explica como tem sido o trabalho para manutenção física dos atletas

Garantir a manutenção da preparação física tem sido um dos grandes desafios das equipes esportivas durante a pandemia. Esta é uma das tarefas de Samir Chedid, novo preparador físico da equipe principal do Tubarão após ser promovido do elenco sub-20. O profissional, aliado ao fisiologista Renan Nunes, tem se reunido de forma online periodicamente com o grupo de atletas e passado orientações para o treinamento em casa.

– Nós estamos recorrendo à tecnologia na busca da manutenção da condição física dos atletas enquanto aguardamos a possível liberação das autoridades para o retorno aos treinamentos presenciais. O foco principal no atual momento é a segurança deles e de seus familiares. A nossa preocupação não é apenas com a condição física, mas também com a parte mental. Com isso, criamos uma cartilha de treinamento, junto com o Departamento de Fisiologia, onde temos encontros semanais, para nos mantermos atualizados com a rotina diária dos atletas. O objetivo dessas reuniões online, apesar de não estarmos em nosso ambiente, é manter um nível de força e dar um estímulo na musculatura, além de trabalhos metabólicos – explica.

As competições ainda não tem uma data para retorno. Ficou acertado na reunião entre FCF, SC Clubes e as equipes participantes do Campeonato Catarinense que antes do retorno do torneio haverá ao menos duas semanas para a preparação presencial dos times. A paralisação já dura quase três meses. A última rodada da fase inicial da competição foi disputada em 15 de março.

– Dentro desse período grande sem treino, que está sendo mais do que o dobro do período de férias dos atletas, ocorrerá uma redução dos indicadores morfológicos e de força, mesmo com eles tomando todos os cuidados possíveis para manter nível físico básico. Apesar das equipes terem se organizados, com treinos online e orientação alimentar, por exemplo, essa mudança da rotina diária será sentida. Esse que será o grande desafio do todos os clubes. Conforme a retomada dos jogos, campeonatos, iremos saber o quão prejudicial foi esse período sem atividades – acrescenta.

Samir Chedid tem passagens por diversas equipes, com longa passagem pelas categorias de base de Grêmio e Inter, e chegou ao Tubarão em 2019 para integrar a comissão técnica da equipe sub-20. O preparador físico trabalhou com Isaque Pereira no segundo semestre na disputa da Copa Sul Sub-19.

Com reuniões semanais e cartilha, Samir Chedid explica como tem sido o trabalho para manutenção física dos atletas

Garantir a manutenção da preparação física tem sido um dos grandes desafios das equipes esportivas durante a pandemia. Esta é uma das tarefas de Samir Chedid, novo preparador físico da equipe principal do Tubarão após ser promovido do elenco sub-20. O profissional, aliado ao fisiologista Renan Nunes, tem se reunido de forma online periodicamente com o grupo de atletas e passado orientações para o treinamento em casa.

– Nós estamos recorrendo à tecnologia na busca da manutenção da condição física dos atletas enquanto aguardamos a possível liberação das autoridades para o retorno aos treinamentos presenciais. O foco principal no atual momento é a segurança deles e de seus familiares. A nossa preocupação não é apenas com a condição física, mas também com a parte mental. Com isso, criamos uma cartilha de treinamento, junto com o Departamento de Fisiologia, onde temos encontros semanais, para nos mantermos atualizados com a rotina diária dos atletas. O objetivo dessas reuniões online, apesar de não estarmos em nosso ambiente, é manter um nível de força e dar um estímulo na musculatura, além de trabalhos metabólicos – explica.

As competições ainda não tem uma data para retorno. Ficou acertado na reunião entre FCF, SC Clubes e as equipes participantes do Campeonato Catarinense que antes do retorno do torneio haverá ao menos duas semanas para a preparação presencial dos times. A paralisação já dura quase três meses. A última rodada da fase inicial da competição foi disputada em 15 de março.

– Dentro desse período grande sem treino, que está sendo mais do que o dobro do período de férias dos atletas, ocorrerá uma redução dos indicadores morfológicos e de força, mesmo com eles tomando todos os cuidados possíveis para manter nível físico básico. Apesar das equipes terem se organizados, com treinos online e orientação alimentar, por exemplo, essa mudança da rotina diária será sentida. Esse que será o grande desafio do todos os clubes. Conforme a retomada dos jogos, campeonatos, iremos saber o quão prejudicial foi esse período sem atividades – acrescenta.

Samir Chedid tem passagens por diversas equipes, com longa passagem pelas categorias de base de Grêmio e Inter, e chegou ao Tubarão em 2019 para integrar a comissão técnica da equipe sub-20. O preparador físico trabalhou com Isaque Pereira no segundo semestre na disputa da Copa Sul Sub-19.

Com reuniões semanais e cartilha, Samir Chedid explica como tem sido o trabalho para manutenção física dos atletas

Garantir a manutenção da preparação física tem sido um dos grandes desafios das equipes esportivas durante a pandemia. Esta é uma das tarefas de Samir Chedid, novo preparador físico da equipe principal do Tubarão após ser promovido do elenco sub-20. O profissional, aliado ao fisiologista Renan Nunes, tem se reunido de forma online periodicamente com o grupo de atletas e passado orientações para o treinamento em casa.

– Nós estamos recorrendo à tecnologia na busca da manutenção da condição física dos atletas enquanto aguardamos a possível liberação das autoridades para o retorno aos treinamentos presenciais. O foco principal no atual momento é a segurança deles e de seus familiares. A nossa preocupação não é apenas com a condição física, mas também com a parte mental. Com isso, criamos uma cartilha de treinamento, junto com o Departamento de Fisiologia, onde temos encontros semanais, para nos mantermos atualizados com a rotina diária dos atletas. O objetivo dessas reuniões online, apesar de não estarmos em nosso ambiente, é manter um nível de força e dar um estímulo na musculatura, além de trabalhos metabólicos – explica.

As competições ainda não tem uma data para retorno. Ficou acertado na reunião entre FCF, SC Clubes e as equipes participantes do Campeonato Catarinense que antes do retorno do torneio haverá ao menos duas semanas para a preparação presencial dos times. A paralisação já dura quase três meses. A última rodada da fase inicial da competição foi disputada em 15 de março.

– Dentro desse período grande sem treino, que está sendo mais do que o dobro do período de férias dos atletas, ocorrerá uma redução dos indicadores morfológicos e de força, mesmo com eles tomando todos os cuidados possíveis para manter nível físico básico. Apesar das equipes terem se organizados, com treinos online e orientação alimentar, por exemplo, essa mudança da rotina diária será sentida. Esse que será o grande desafio do todos os clubes. Conforme a retomada dos jogos, campeonatos, iremos saber o quão prejudicial foi esse período sem atividades – acrescenta.

Samir Chedid tem passagens por diversas equipes, com longa passagem pelas categorias de base de Grêmio e Inter, e chegou ao Tubarão em 2019 para integrar a comissão técnica da equipe sub-20. O preparador físico trabalhou com Isaque Pereira no segundo semestre na disputa da Copa Sul Sub-19.